Laxantes naturais para ajudar na prisão de ventre

laxantes naturais

Laxantes naturais para ajudar na prisão de ventre

Laxantes naturais para soltar a prisão de ventre

Se sofre de prisão de ventre, vai querer saber tudo sobre os melhores laxantes naturais. Lembre-se que, além disso, também é importante consumir alimentos que contenham uma boa quantidade de fibras e aqueles que são capazes de regular o trânsito e a flora intestinais, como é o caso do iogurte.

Os laxantes naturais são alimentos ou ervas que nos permitem realizar uma evacuação intestinal mais fácil. Não compare compurgantes, porque esses têm uma ação mais forte ou drástica e podem destinar certos problemas ou contra indicações.

Tipos de laxantes naturais

Podemos diferenciar os seguintes tipos de laxantes naturais quanto à forma de atuação no organismo:

laxante naturalLaxantes estimulantes

Também chamados purgantes ou catárticos. Atuam estimulando a musculatura do intestino, já que possuem certos compostos que atuam nas terminações nervosas do cólon, provocando movimentos que favorecem a libertação das fezes. Também atuam sobre as paredes do intestino e aumentam a produção de minerais e líquidos, bem como diminuem a absorção de sódio e cloro.

Os efeitos negativos dos purgantes estão relacionados à quantidade de tempo que atuam no organismo. Quando ingeridos podem produzir um efeito até oito horas. É aconselhável consumi-los antes de deitar para atuarem durante a noite.

Laxantes mecânicos

São laxantes ricos em fibras que aumentam o volume das fezes, retém água, hidratam as paredes do intestino e ajudam de forma mais natural os movimentos peristálticos, favorecendo a evacuação. Podem ser ricos em fibras solúveis ou não solúveis.

A ação é mais rápida do que a dos estimulantes e são recomendados como medida de ataque. Normalizam o funcionamento do organismo e é recomendável acompanhá-los com alimentos repletos de probióticos, tais como o iogurte.

Laxantes osmóticos

Esse tipo de laxantes atua ao aumentar a quantidade de água no intestino amolecendo as fezes. A sua ação é similar à dos mecânicos pois têm muitos minerais e obrigam o intestino a eliminar líquidos. Um exemplo de laxante osmótico temos as ameixas. O efeito é intenso e devem ser acompanhadas com muita água ou bebidas isotónicas para recuperar os líquidos perdidos.

Quais os laxantes naturais a escolher?

Dentro dos laxantes mecânicos destacamos os seguintes:

Prepare um sumo com duas maçãs (meia chávena) e misture com a mesma quantidade de azeite. Beba esta mistura antes de dormir.
Coloque seis ameixas numa panela com uma chávena e meia de água a ferver, cubra e repousar durante toda a noite. Pela manhã, coe, coloque uma colher de sopa de mel e beba. As ameixas deverão ser comidas ao longo do dia.
Corte um talo de Aloé Vera e despedace. Ferva um pouco de água. Deixe arrefecer e coloque num frasco de vidro com tampa hermética. Coloque os pedaços de Aloé Vera e feche. Coloque no frigorífico. Pode consumir duas vezes na semana, no máximo. Esse laxante caseiro não é recomendado para mulheres grávidas ou que estejam a amamentar nem para pessoas que tomem anticoagulantes.
Faça um sumo com algumas uvas (até obter aproximadamente uma chávena) e coloque uma colher de linhaça em pó. Beba em jejum, porém, não prolongue o tratamento por mais de uma semana consecutiva.

Veja alguns chás que temos na loja

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.